CDL-Contagem realiza encontro com o prefeito de Contagem para agradecer prorrogação da ‘Taxa de Propaganda’

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Contagem (CDL/Contagem) realizou um almoço com empresários do setor, o prefeito de Contagem, Alex de Freitas(PSDB) e outras autoridades, no último dia 26. O evento ocorreu na sede da CDL no Eldorado. O encontrou foi marcado pelos agradecimentos por parte dos lojistas ao prefeito, pela sensibilidade e entendimento da situação econômica atual e a prorrogação da Taxa de Fiscalização de Engenhos de Publicidade (TFEP).

O presidente da CDL/Contagem, Frank Sinatra, destacou que essa crise ainda não tem hora para acabar, mas fez questão de reforçar os agradecimentos ao prefeito. “A cada dia que passa ela (crise) só piora. Eu sei que o governo precisa da arrecadação, para investir na saúde, educação, segurança, afinal, sem dinheiro não consegue fazer qualquer trabalho”, e completa: “porém, nós como empresários estamos passando um momento muito delicado e precisamos dessa consciência, da mesma forma que o senhor (prefeito) trouxe para nós com esse alívio a respeito das cobranças dessa taxa das placas de propagandas”, disse Frank.

Crise

O prefeito Alex de Freitas agradeceu ao convite e apresentou questão panorama do seu governo diante à crise econômica que o país enfrenta. No entanto, explicou que tem trabalhado bastante para que Contagem sofra o menor impacto possível. “Nós estamos trabalhando muito e não tem sido fácil. Todos vocês devem estar acompanhando o que os municípios têem sofrido com os recursos que o Estado deveria repassar, mas não tem caixa para esses repasses”, disse Alex.

O prefeito explicou que Contagem tem sofrido menos, por ter uma economia diversificada, porém, um orçamento de aproximadamente R$2 bilhões de repasse só chegar R$156 milhões complica a gestão. “A maior parte destes recursos é para a saúde, e agora, estão pretendendo pegar o dinheiro do Fundeb e outras frentes. Então, é muito dinheiro retido. E é evidente que isso vai refletir na prestação de serviço à população”, colocou.

Alex de Freitas esclareceu que o momento é de discutir o futuro da cidade e da população para 2030. “Porque o grande problema do Brasil e da maior parte dos municípios, inclusive, Contagem, será administrar o pagamento dos inativos. Para ter uma ideia, em 2017, a Prefeitura teve que fazer um aporte de R$13milhões para pagar seus aposentados. Esse ano estamos fazendo um aporte de R$40 milhões. Ano que vem é de R$80 milhões e em 2030 serão necessários R$450 milhões, e nossa receita não cresce nessa mesma proporção”, frisou.

De acordo com o prefeito dessa maneira, infelizmente, a carga tributária também cresce e por isso a questão dos inativos deve ser discutida com afinco, independente de quem vençam as próximas eleições. Dentro desta perspectiva, Alex vez até uma conjectura de pensar que em 2030 não será mais prefeito, então, o ideal seria fazer os financiamentos, fazer as dívidas e investir tudo até 2020 e deixar a bomba estourar depois. No entanto, categorizou que “não é assim que pensamos. A cidade vai continuar existindo e temos que ter responsabilidade, pois essa é uma situação que precisamos dividir com que pensa a cidade. Então, uma Prefeitura quebrada não interessa a ninguém”, disse

Novos Investimentos

O prefeito anúncio que mesmo diante dessa forte crise econômica tem realizado de maneira aguerrida alguns investimentos e conquistado financiamentos para pensar o futuro da cidade. “A gente tem estudado isso de maneira muito séria todos os dias. Estou muito otimista, porque mesmo com toda essa crise, Contagem é o município que mais investi em Minas Gerais. Ainda, neste ano devemos lançar cerca de R$1bi de novas licitações seja por meio de financiamento federal através do PAC e outras frentes”, revelou.

Alex, ainda, ponderou que a Avenida João César de Oliveira vai ser revitalizada para a chegada do sistema de transporte MOVE. Além de outras licitações, que serão abertas como para a duplicação do viaduto Beatriz, viaduto da Ceasa, viaduto das Américas e mais de 300 vias recapeadas ou pavimentadas.  “Nosso objetivo como Prefeito é até 2020 não deixar uma via sem pavimento na cidade”.

O prefeito ressaltou outros caminhos para driblar a crise e estimular quem investe na cidade com a criação de algumas leis de incentivo fiscais, para compensar, inclusive, no IPTU do lojista, de quem emprega, gera receita e de quem faz investimento na cidade. “Contagem vai sair e todos nós vamos perceber isso ao longo desse segundo semestre”, e completa: “o que vai impulsionar a economia com uma injeção de quase  R$2 bilhões de investimentos que devemos lançar, em agosto, assim como lançar as PPP (Parceiras Publico privadas) na construção de escolas, iluminação pública somando quase R$ 2,5bilhões de investimentos, por isso estamos muito otimistas”, disse o prefeito Alex de Freitas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *