Comércio mineiro aposta em datas comemorativas do 1º semestre

Foto Divulgação

Carnaval, Páscoa, Dia das Mães e Dia dos Namorados. As datas comemorativas do primeiro semestre despertam otimismo no comércio de Minas Gerais em relação à retomada do consumo no período. De acordo com a pesquisa Expectativa de Vendas, elaborada pela área de Estudos Econômicos da Fecomércio MG, 73% dos empresários do setor esperam, nos seis primeiros meses do ano, vendas melhores em relação ao segundo semestre de 2018.

A análise mostra que as compras serão impulsionadas, principalmente, pelo Dia das Mães (43%), a segunda melhor data para o comércio no país, atrás apenas do Natal. O Carnaval (17,4%), o Dia dos Namorados (16,2%) e a Páscoa (11,2%) também devem contribuir para o crescimento das vendas no período.

Para incrementar o setor, 27,1% dos empresários pretendem realizar ações promocionais e de liquidação, 25,1% investirão em ações de mídia e propaganda, 12,2% vão diversificar o mix de produtos e 10,7% apostam em um atendimento diferenciado para alavancar as vendas.

Movidos, principalmente, pelo otimismo e esperança, assim como pelas medidas propostas pelos novos governos, 39,8% do comércio varejista mineiro acredita que o primeiro semestre de 2019 será melhor do que os seis últimos meses de 2018. Os segmentos com expectativas mais positivas são: combustíveis e lubrificantes (80,0%); móveis e eletrodomésticos (63,6%); material de construção (51,1%); veículos e motocicletas, partes e peças (42,5%); e supermercados e hipermercados (38,4%).

A pesquisa apurou ainda que os principais entraves para o consumo deverão ser o momento econômico do país, apontado por 15,9% dos empresários, e o desemprego, relatado por 14,2%. “Para minimizar os efeitos do cenário econômico desfavorável, é necessário que o empresário se planeje para aumentar as vendas. Acompanhar o comportamento dos consumidores e dos concorrentes em seus processos de escolhas e gestão podem ser pontos de partida para contornar esses aspectos negativos”, destaca a analista de pesquisa da Fecomércio MG, Elisa Castro.

Fonte: Fecomércio-MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *