Rua Picos no bairro São Caetano recebe nova  sinalização de trânsito

Faixa de pedestres, placa de área escolar, faixa de estacionamento na via, placas de velocidade limitada, proibido estacionar e sentido proibido, agora, fazem parte do dia a dia da Rua Picos, no bairro São Caetano, na Regional Petrolândia. O pequeno quarteirão, que abriga o colégio, Instituto Eros Gustavo, que oferece ensino da Educação Infantil ao Ensino Médio, além de lojas de serviços e residências, desde o mês passado, teve alteração do sentido da via, que agora é mão única, e ganhou nova sinalização de trânsito. Moradores, comerciantes e transeuntes comemoram as mudanças, uma antiga reivindicação da comunidade local.

De acordo, com Edmir Costa, coordenador de prevenção a violência e combate as drogas e álcool do município, morador da região e pai de aluno do Instituto, ao tomar conhecimento da reivindicação da população, decidiu somar esforços com a comunidade. Desta forma, procurou as autoridades competentes, que de imediato se prontificaram a realizar as intervenções necessárias. Edmir enfatiza que a situação já se arrastava há anos e que ninguém teve a sensibilidade de olhar para a causa e solucionar o problema. “Quando tomei conhecimento deste caso, procurei as autoridades que entenderam a necessidade das mudanças no trânsito no local. Conseguimos a revitalização da sinalização e alteração do sentido da via, o que melhorou e muito o fluxo do trânsito no local. Faço questão de agradecer a Roseli Viana, assessora de Gestão e Inovação da Transcon, assim, como o presidente da autarquia, Gustavo Peixoto, pela atenção e iniciativa”, disse Edmir.

Mudança

Composta por apenas um quarteirão e com um intenso movimento diário, o a rua Picos está localizada num setor importante para o fluxo da região. A rua fica na divisa de Contagem com a cidade de Betim e próxima ao corredor viário e comercial da Avenida Imbiruçu com Avenida Tapajós. A informação dos moradores da região é que devido à sua localização, há anos, a rua Picos servia como rota alternativa ao trânsito pesado das avenidas principais. Assim, com mão dupla e sem sinalização, virava um caos, principalmente, nos horários de entrada e saída do instituto educacional. Sem contar as inúmeras batidas de carros e o alto risco de atropelamentos e assaltos aos motoristas. E foram esses os motivos que levaram a comunidade a realizar diversos abaixo-assinados, reivindicando as alterações no trânsito local. Entretanto, os pedidos nunca eram atendidos.

Edmir Costa, as diretoras do Eros Gustavo, Tia Cida e Cristiane Boaventura, conseguiram que as alterações fossem feitas no local

Representando a comunidade local, a diretora do Instituto Eros Gustavo, Aparecida Boaventura, mais conhecida como “Tia Cida”, explica que essa era uma luta antiga da população. “Já tinha dez ou mais anos que vivíamos pedindo as autoridades uma solução para o trânsito pesado na rua Picos, mas só agora, conseguimos”, disse “Tia Cida”.

A diretora, ainda, ressalta que as modificações na rua podem parecer simples, mas irão surtir grandes efeitos, tanto no trânsito como até na segurança. “O importante é que acabou o trânsito pesado que tínhamos em mão dupla na porta da escola, o que, sem dúvida alguma, vai reduzir o risco e número de acidentes, assim, como as ameaças de roubos e assaltos aos motoristas, que ocorriam muitas das vezes pela lentidão do trânsito”, garantiu “Tia Cida”, que fez questão de agradecer aos pais dos alunos e toda a comunidade pelo apoio e luta em todos esses anos para solucionar o problema, além de todas às pessoas envolvidas na iniciativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *