Em noite de Ghiggia, Arrascaeta é decisivo e ajuda Cruzeiro a calar o Maracanã

Giorgian De Arrascaeta, mas podem chamar de Ghiggia De Arrascaeta. Em noite inspirada, o uruguaio repetiu o compatriota, heroi da seleção em 1950, quando calou o Maracanã na final da Copa do Mundo, contra os anfitriões, anotou o dele e ajudou na vitória do Cruzeiro sobre o Flamengo, por 2 a 0,  no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

Com o tento anotado, ainda no primeiro tempo, o camisa 10 da Raposa chegou aos 46 pelo clube, o qual defende desde 2015, ultrapassou o boliviano Marcelo Moreno e se tornou o estrangeiro que mais balançou as redes na história da equipe mineira.

Além disso, ele acumula 11 gols na temporada, seis assistências e manteve o rótulo de carrasco do rubro-negro no principal palco do futebol brasileiro. No ano passado, ele deixou sua marca na final da Copa do Brasil, calando os torcedores adversários.

O segundo tento saiu aos 33 minutos da segunda etapa, no desvio de Thiago Neves, que complementou o chute do volante Lucas Silva.

Cruzeiro e Flamengo voltam a se enfrentar no dia 29, no Mineirão, e decidem quem avança às quartas. Contudo, no próximo domingo (12), os times duelam novamente, porém, pela 18ª rodada do Brasileirão. Mais uma chance para Arrascaeta mostrar seu talento e fazer o Flamengo sentir calafrios. O jogo está marcado para às 16h.

Vice-líder, com 34 pontos, um a menos que o líder São Paulo, o rubro-negro precisa vencer para não deixar o Tricolor distanciar na tabela. O time mineiro, por sua vez, quer chegar aos 28 para colar no G-4 e não se perder do pelotão de frente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *