Secretaria de Saúde atualiza números da febre maculosa em Contagem

– Caso encontre um carrapato no corpo, o recomendável é utilizar uma pinça e retirar o parasita pelo bico. Foto Adelcio R. Barbosa

Chega a 34 o número de notificações referentes à febre maculosa em Contagem. O último registro foi nessa quinta-feira (6). Uma adolescente de 15 anos, moradora do bairro Eldorado, procurou atendimento na upa JK. A paciente recebeu atendimento e foi liberada.

– O número de mortes continua o mesmo. São quatro – três óbitos por febre maculosa confirmados e um em investigação.

– Nesta sexta-feira, 7 de junho, três representantes do Ministério da Saúde chegam a Contagem para acompanhar os trabalhos realizados pelo município. Eles vão visitar o terreno afetado e colher amostras do carrapato. A expectativa é de que os profissionais visitem o bairro por volta das 10h30 (horário vai depender da chegada dos profissionais)

– Durante toda quinta-feira, o coordenador do programa de manejo das capivaras de BH esteve com autoridades de Contagem auxiliando na formatação do plano de atuação em relação às capivaras. Contagem deve adotar a mesma técnica implantada em BH.

 

– Também ficou definido que a partir de segunda-feira, (10) dois ecopontos na regional Nacional oferecerão serviço de banho de carrapaticida aos cavalos de carroceiros. A medida deve beneficiar carroceiros de 90 bairros.

– Entre as outras medidas adotadas está a limpeza de toda a área onde foram encontrados os focos dos carrapatos. Cerca de 20 homens estão no terreno de 8 hectares com maquinário, revirando a terra e aplicando cal. A cal aumenta a acidez do solo e mata os carrapatos. Em três dias de ação, mais da metade do terreno já tinha recebido a aplicação do produto.

– A Defesa Civil isolou a rua por cerca de um quilômetro e todos que entram no local devem fazer um cadastro. O motivo é controlar o fluxo de pessoas e evitar que mais gente fique exposta aos riscos.

 

– A Prefeitura de Contagem faz alerta para quem mora em áreas com possibilidade de existência do carrapato-estrela. É preciso examinar o corpo a cada três horas, usar roupas claras e compridas, colocar barras da calça para dentro da meia e usar sapatos fechados.

– Caso encontre um carrapato no corpo, o recomendável é utilizar uma pinça e retirar o parasita pelo bico. Apertar o animal com os dedos pode fazer com que o sangue caia na corrente sanguínea do ser humano.

– Outro alerta da prefeitura é de que as pessoas não matem as capivaras. O carrapato-estrela é hospedeiro de animais que estão com sangue quente. Quando um animal morre, o carrapato procura outro ser vivo para se alimentar e o perigo pode se expalhar ainda mais.

– O abandono de animais em outras regiões também pode fazer com que a doença se espalhe. A responsabilidade pela higienização é dos donos.

– O abandono de animais em outras regiões também pode fazer com que a doença se espalhe. A responsabilidade pela higienização é dos donos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *