Vigilância Sanitária avalia ações de prevenção à Covid-19 na CeasaMinas

Foto: Adelcio R. Barbosa

Integrantes da Vigilância Sanitária de Contagem percorreram as instalações da Centrais de Abastecimento de Minas Gerais (CeasaMinas) após denúncias de descumprimento de regras para evitar a disseminação da Covid-19 no local.

Expositores, clientes e lojistas entraram em contato com a Secretaria de Saúde de Contagem para relatar a suposta falta de fiscalização por parte dos responsáveis pela central de abastecimento.

Nivaldo Boner, que  trabalha na CeasaMinas, disse que está preocupado com a falta de prevenção da Covid-19 entre os expositores, frequentadores e caminhoneiros. “Muitas pessoas não estão usando máscara, e nem passando álcool em gel, e teve alguns casos aqui”, afirmou.

“Na Ceasa frequentam cerca de 40 mil pessoas diariamente, então firmamos um plano de ação para que o entreposto previna a proliferação da Covid-19”, destacou o  superintendente de Vigilância em Saúde de Contagem, José Renato de Rezende.

Os representantes da vigilância foram aos principais pontos de vendas, conversaram com vendedores e usuários. Após a visita, os profissionais irão enviar um relatório para a direção da central de abastecimento para informar se o plano de ação do entreposto foi executado ou não.

Ação de prevenção

No dia 5 de junho deste ano, representantes da Vigilância Sanitária de Contagem e da CeasaMinas tinham se reunido para debater um plano de ação para a prevenção da disseminação da Covid-19. No encontro, ficou pactuado com a direção do local a implantação de bloqueios na entrada, uso de termômetros e a utilização de máscaras de proteção e álcool em gel pelos clientes e comerciantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *