América vence Internacional na estreia de Adilson Batista e deixa zona de rebaixamento

O técnico Adilson Batista estreou no comando do América com uma importante vitória por 2 a 1 sobre o Internacional. As equipes se enfrentaram nesta quinta-feira, dia 26, no estádio Independência, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado dá uma injeção de ânimo no Coelho. Além de conquistar os três pontos novamente, encerrando uma sequência de cinco tropeços na Série A diante de um adversário que não perdia havia dez partidas, o time mineiro deixa a zona de rebaixamento depois de uma rodada ocupando a incômoda 17ª colocação.

Com o triunfo como mandante, o Alviverde sobe três posições e figura agora no 14º lugar da tabela (vale lembrar que Bahia, Atlético-PR e Ceará têm um jogo a menos). O próximo compromisso do América será às 19h deste domingo (29), contra o Santos, na Vila Belmiro.

Primeiro tempo

A principal novidade promovida pelo novo comandante foi a entrada do meia Ruy como titular. E o camisa 10 teve participação importante, especialmente no primeiro tempo, com uma bonita assistência.

Antes, Juninho já havia aproveitado uma “furada” do próprio meia para abrir o placar. Logo aos 5 minutos, o volante pegou a sobra na intermediária, de primeira, e acertou um lindo chute colocado no ângulo esquerdo de Danilo Fernandes.

Ainda na etapa inicial, Ruy achou espaço entre os defensores e lançou na área para Giovanni ampliar a vantagem alviverde.

No fim das contas, o time gaúcho teve mais posse de bola (59%), mas abusou das jogadas áreas (22 cruzamentos) e só levou perigo uma vez, em cabeceio de Leandro Damião para fora.

Segundo tempo

Depois do intervalo, as equipes criaram basicamente mais uma boa oportunidade cada, com Juninho pelo lado alviverde e William Pottker pelo vermelho.

Em uma etapa sem grandes emoções, o lance de mais destaque acabou sendo o que culminou nas explusões de Wesley e D’Alessandro. Os dois meias levaram o cartão vermelho direto ao se envolverem em confusão após falta dura de Leandro Donizete sobre Victor Cuesta.

Já nos minutos finais, quando tudo já parecia resolvido, Zeca cruzou da direita, Camilo escorou e o estreante Jonatan Álvez finalizou sem chance para o goleiro americano João Ricardo.

O Coelho, porém, conseguiu se segurar até o fim dos acréscimos e pôde festejar os três pontos. Quem também comemorou bastante foi o meia Matheusinho, acionado novamente depois de nove meses recuperando-se de lesão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *