Professor Irineu preocupado com a falta de vagas na Educação

Professor Irineu e seu vice Sargento Decio – Foto Divulgação

Sempre preocupado com Educação, em especial a dos contagenses, o deputado Professor Irineu, candidato a prefeito de Contagem pelo PSL, externou sua preocupação e, segundo ele, de muitas famílias da cidade, com a falta de vagas na educação infantil. Em conversas com ele, pais e mães relatam dificuldades para encontrar uma vaga na modalidade, especialmente de 0 a 6 anos.

“Para ter uma ideia da dimensão do problema, mesmo com o adensamento populacional nos últimos 12 anos, as regionais Ressaca e Nacional, por exemplo, ainda continuam sem a oferta do ensino infantil. Famílias lamentam que o recém-inaugurado Centro de Educação Integral não contemple a faixa etária de 0 a 6 anos”, afirma Professor Irineu.
Para o candidato, “a solução para redução do déficit de vagas do ensino infantil, compreende a construção de pelo menos três novas Umeis (Unidades Municipais de Educação Infantil) em cada uma das oito regionais administrativas do município”, defende.

Efeito cascata pós-pandemia
Outro ponto que ele alerta diz respeito ao encerramento das atividades da rede privada em decorrência do fechamento provocado pela pandemia do Coronavírus. Pesquisa divulgada pelo Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais estima que um quarto das pequenas escolas da rede particular encerrará suas atividades em 2021.
“Tenho conversado com professores e representantes de entidades que relatam preocupação com a escassez de vagas, especialmente no ano que vem. Por isso, defendo que a rede pública municipal esteja preparada para absorver a alta procura por vagas em todas as faixas etárias”, conclui professor Irineu, que enumerou outras estratégias que também precisam ser implementadas, tais como, a ampliação dos convênios com creches e compra de vagas em escolas particulares. Outra medida diz respeito à adesão ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares.

Melhores indicadores
O resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) das escolas municipais de Contagem aponta melhoria na avaliação geral do 3º ano do Ensino Médio. Já no Ensino Fundamental, o resultado continua insatisfatório para o 5º e 9º anos.
O 9º ano precisaria crescer 0.6 ponto percentual para alcançar a meta em 2019. No entanto, a rede municipal marcou 4.8, mas deveria ter atingido a meta de 5.4. No caso do 5º ano, em comparação com 2017 houve queda no índice, passando de 6.1 para 5.9. A meta prevista para 2019 era de 6.5.
“A educação em Contagem merece atenção especial. Tendo em vista o cenário de desaceleração econômica e queda na arrecadação, precisaremos de planejamento e gestão eficiente dos recursos públicos para melhorar e qualificar a oferta de ensino em Contagem”, finaliza professor Irineu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *