Governo do Estado garante recursos para obras de contenção de enchentes na RMBH

Foto Seinfra – Divulgação

O Governo do Estado de Minas Gerais vai destinar parte dos recursos provenientes das medidas de reparação da mineradora Vale para obras de combate às enchentes nos municípios de Belo Horizonte e Contagem. “Reservamos, dentre as medidas de reparação da Vale, R$ 298 milhões para ajudar a solucionar o problema de enchentes no Córrego Ferrugem e Avenida Tereza Cristina em Contagem e BH. O Estado mantém diálogo com as prefeituras dessas duas cidades para levar adiante essa solução”, afirmou o governador Romeu Zema.

A prefeita Marília Campos foi uma das articuladoras para a busca de soluções para os alagamentos e recebeu positivamente o anúncio da destinação dos recursos. “Estas obras começaram há dez anos, ainda no meu segundo mandato. De lá para cá, foram interrompidas várias vezes. Tão logo eu assumi a prefeitura, iniciamos um trabalho de articulação com Belo Horizonte e com o Estado, para dar continuidade às intervenções que vão beneficiar a região metropolitana”, informou, lembrando que após vários encontros com o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, com o vice-prefeito, Fuad Norman, e o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, foi proposto por ela, a implantação do Comitê Gestor, com a finalidade de unir esforços para rever os projetos, buscar recursos e criar uma agenda de trabalho para a execução das obras.

Um acordo de cooperação mútua deve ser firmado nos próximos dias entre os municípios de Contagem e Belo Horizonte e o Governo de Minas, conforme deliberação em reunião realizada na manhã de quinta-feira, dia 25 de fevereiro. A proposta é que o Estado repasse a essas prefeituras os R$ 298 milhões, para que cada município execute as obras de contenção das cheias que causam transtornos e afetam a avenida Tereza Cristina.

Os municípios ficarão responsáveis pela execução das obras das bacias no Córrego Ferrugem e o Estado cuidará da construção das habitações populares para as famílias que já foram removidas dos locais onde serão realizadas as intervenções, bem como irá garantir a continuidade de obras no Córrego Riacho das Pedras.

No encontro ficou definido como os recursos serão distribuídos aos dois municípios e ao governo estadual. Para Contagem serão repassados R$ 98 milhões para as intervenções das bacias nas vilas PTO e Itaú. Já Belo Horizonte receberá o montante de R$ 62 milhões e ficará responsável pelas obras de contenção da bacia Vila Esporte Clube. O Governo do Estado terá o restante das verbas para as desapropriações de 290 famílias que estão perto das vilas onde serão construídas as bacias. “Considero esta reunião positiva. No prazo de até 15 de março, iremos assinar um convênio para que possamos iniciar o processo de licitação. Esta é uma grande conquista para que a gente dê o enfrentamento às enchentes em época das chuvas”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *