Comissão busca esclarecimentos sobre intervenções nas unidades de Saúde

A Comissão de Saúde da Câmara esteve, na tarde desta terça-feira (28/06), na Secretaria Municipal de Saúde para debater a necessidade e o cronograma de obras de manutenção e a construção de unidades de Saúde em Contagem.

Os vereadores Vinícius Faria (Republicanos), Gegê Marreco (PTB) e Bruno Barreiro (PV) foram recebidos pelo secretário Fabrício Simões e pelo presidente da Comissão de Obras da Pasta, Tiago Felício, que apresentaram um panorama sobre as intervenções que vêm sendo realizadas em algumas unidades de pronto-atendimento (UPA) e nas unidades básicas de saúde (UBS), além daquelas que já estão programadas para o segundo semestre.

O secretário iniciou sua explanação ressaltando que, recentemente, a Secretaria de Saúde assumiu a responsabilidade pelas pequenas manutenções nas unidades – incluindo pintura, infiltrações, parte elétrica – com execução por uma empresa terceirizada; enquanto as grandes obras estruturais e de ampliação, que necessitam de licitação, ficam a cargo da Secretaria de Obras. Há também as intervenções realizadas como compensação, por empresas privadas, e aquelas que devem ficar para o Serviço Social Autônomo (SSA), que faz a gestão do Complexo Hospitalar e das UPAs.

Os membros da Comissão apresentaram as demandas de várias unidades, sobretudo nas regiões do Riacho, Industrial, Ressaca e Água Branca; e cobraram mais informação sobre os processos de intervenção e mais rapidez e resolutividade nas obras de manutenção das unidades. Em resposta, o secretário destacou que o Município teve problemas com a empresa terceirizada anterior, mas que os processos tiveram andamento neste ano.

Intervenções

O secretário de Saúde pontuou que já foram iniciadas as obras de manutenção em três UBS: Ipê Amarelo, Bandeirantes e CSU Amazonas. E outras unidades estão em processo de estudo ou orçamento, para assinatura da ordem de serviço.

Fabrício Simões destacou que a maioria dos casos é de pequenas manutenções, que tem sido realizadas pela Secretaria de Saúde. Como exemplo de intervenções da Secretaria de Obras, citou ampliação da unidade do Amendoeiras e a construção da UPA Petrolândia e da UPA Monte Cristo.

Em relação às obras de compensação, destacou unidades no Cândida Ferreira, Flamengo, Novo Riacho e UPA Sede. “Todos os projetos estão prontos, mas falta apenas o trâmite da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SMDU) com as empresas. Sobre a UPA Sede, por exemplo, faremos uma UBS porte III, com a ampliação do horário de atendimento, e um Caps (Centro de Atenção Psicossocial). Já entregamos o projeto conceitual para Unimed, que já avaliou, e deve articular com a SMDU para iniciar”, explicou.

A Secretaria de Saúde destacou que determina as prioridades de obras em relação às necessidades mais urgentes, “como as unidades da Vila Soledad, Oitis e Ilda Efigênia”. E vai realizando o levantamento de todos orçamentos e da capacidade de execução da empresa terceirizada, para planejar o cronograma de intervenções. Além disso, devem considerar a necessidade de mudança de endereço de alguns equipamentos, haja vista a estrutura dos imóveis (alugados) que não comportam mais o fluxo de atendimento.

Foram citados, ainda, os casos da unidade do Novo Eldorado, que vem sendo estruturada; e da Unidade XV, que será transferida para um imóvel alugado que precisa de adaptações na Av. João César de Oliveira, próximo à antiga unidade Cruzeiro do Sul. Ambas devem levar quatro meses para conclusão.

Outros equipamentos que devem passar por intervenções são o galpão do almoxarifado, na Av. Portugal, Eldorado; e o prédio da Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses, no Beatriz. Este último deve passar por obra estrutural mais complexa, sob responsabilidade da Secretaria de Obras, além de intervenções da Secretaria de Saúde, com pequenas manutenções.

Simões lembrou que já tem os projetos e está aguardando orçamentos das intervenções nas unidades do Vila Soledad, Monte Castelo, Oitis, Santa Helena, e as UPAs Nova Contagem e JK. Será realizada reforma também na unidade do bairro São Joaquim, dos corredores e da parte elétrica do Hospital Municipal, e intervenções em salas da UBS Jardim Eldorado. A unidade do Amendoeiras está em estudo para ampliação, assim como a UPA Ressaca.

Por fim, o secretário informou que toda a rede receberá novo mobiliário. E foi pactuada a realização de reuniões periódicas entre a Comissão e a Secretaria de Saúde, para esclarecimentos não apenas do andamento das obras, mas para avaliação dos serviços de Saúde. “Apresentamos o cronograma do segundo semestre, mas, dependendo da capacidade da empresa, faremos mais. De qualquer forma, é importante essa interlocução com os vereadores”.

“O papel da Comissão é fiscalizar e cobrar mais estrutura e melhor qualidade de atendimento para o cidadão de Contagem. Sabemos que a prefeita Marília e a Secretaria têm se esforçado nesse sentido, e nós vereadores somos parceiros na luta pela saúde da nossa população”, concluiu Vinícius Faria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *