Operação de desassoreamento do córrego Bom Jesus é concluída

Foto Divulgação

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) entregou à comunidade do bairro Bom Jesus, dia 22, o desassoreamento do córrego Bom Jesus, que faz parte da bacia da Pampulha. A área era local de enchentes constantes. O trabalho faz parte do Projeto Caminho das Águas e foi realizado em parceria com a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos (Semobs).

Em ato simples, com a presença de representantes da Semad, Semobs, Guarda Municipal, Administração Regional Nacional e da comunidade, a obra foi entregue para a satisfação do morador Ronaldo Soares, 41, que aprovou o resultado. “Está excelente. Aumentou a largura do córrego e limpou tudo. Agora, eu creio que vai parar de encher na época das chuvas e de entrar água nas casas das pessoas. Essa é uma obra que estamos esperando há mais de 15 anos. Agora, vamos fazer uma ação de conscientização dos moradores para que não joguem mais lixo no leito do córrego. Vamos valorizar e preservar”, garantiu.

Junto com entrega, foi anunciado o início do Projeto Mapear. O córrego foi georreferenciado e teve seu curso filmado com a ajuda de um drone, como explica a fiscal de Meio Ambiente da Semad, Sirlene Almeida. “O Projeto Mapear é uma plataforma digital onde nós vamos organizar todas as ações realizadas pela Fiscalização de Meio Ambiente. Ele vai servir de base para monitorar os cursos d’água, as áreas de bota-fora, as áreas verdes, ou seja, todos os lugares alvos de fiscalização. Esses dados, organizados, vão facilitar para que a gestão crie ações e trace rotas para fiscalização e monitoramento”.

No córrego Bom Jesus foi feito o desassoreamento de cerca de três quilômetros de curso d’água. Posteriormente, será executada a recuperação das margens, com o replantio de vegetação nativa e a retirada dos lançamentos de esgoto da comunidade.

Bairro Cabral

No bairro Cabral, a obra é no córrego do Tapera, onde uma retroescavadeira trabalha na retirada de lixo, correção de curso e desassoreamento.

Reivindicação antiga da comunidade, a recuperação do córrego é comemorada por Paulo Gomes, presidente da Associação dos Moradores do bairro Cabral. “A gente quer o córrego limpo. Para isso, fazemos, nós mesmos, ações de limpeza e de plantio nas margens, o que dificulta, inclusive, as invasões. Estamos tendo total apoio da Semad e da Guarda Municipal. Com essa máquina, vamos fazer o trabalho de um ano em uma semana. A ideia é fazer um parque linear às margens do córrego. Para isso, estamos em contato com o poder público”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *