Polícia Civil prende suspeito de tentar matar guarda municipal em Contagem

 

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu, na última semana, as investigações que apuraram a tentativa de latrocínio, no último dia 30 de setembro, contra um guarda municipal de Belo Horizonte, de 37 anos, que estava fora de serviço no bairro Jardim Laguna, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. O suspeito E.S.O., de 23 anos, foi preso no dia 8 de outubro, e a arma utilizada no crime apreendida na ocasião.

Conforme o registro da ocorrência, a vítima circulava em seu veículo particular quando foi atingida no rosto por um disparo de revólver, efetuado à queima roupa pelo suspeito. Socorrido, o guarda passou por cirurgia e recebeu alta médica nesta semana. Segundo boletim médico, ele perdeu a visão do olho esquerdo, em decorrência do ferimento, mas já se prepara para realizar uma nova cirurgia preparatória para receber uma prótese.

De acordo com os levantamentos da PCMG, o investigado teria cometido outro roubo contra um motorista de aplicativo, também de 37 anos, no dia 29 de setembro. Ambas as vítimas reconheceram o suspeito.

Após a representação pelo mandado de prisão preventiva, o suspeito se escondeu na cidade de Matozinhos, onde foi localizado por policiais militares em posse da arma do crime. Na delegacia, ele foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, bem como cumprido o mandado de prisão pela tentativa de latrocínio.

Conforme informações do Delegado responsável pelas investigações, Saulo de Tarso, o investigado cometeu os crimes em Contagem após fugir de Belo Horizonte por envolvimento em outras ocorrências que ainda estão sendo apuradas. Ele já possuía outras passagens policiais, inclusive pelo crime de roubo. “Gostaria de destacar a competência da equipe policial, que em um trabalho de inteligência integrada com a Guarda Municipal e outras unidades da Polícia Civil, conseguiu levar à Justiça esse criminoso”, afirmou o Delegado Saulo de Tarso, titular da 7ª Delegacia de Contagem.

E.S.O. foi indiciado pelos crimes de latrocínio tentado e roubo consumado e se encontra recolhido no Sistema Prisional, à disposição da Justiça.

Caso

O guarda municipal  bateu em carro após ser baleadona noite deste domingo enquanto fazia corrida para o aplicativo de transporte Uber, em Contagem, na região metropolitana da capital.
Segundo a Polícia Militar (PM), a vítima foi atingida pelos disparos, perdeu controle do carro e bateuem outro veículo estacionado na Rua Ébano, no Bairro Jardim Laguna.
Ao chegar ao local, os policiais encontraram Fernando Ferreira da Silva, de 37 anos, sentado no passeio, com muitas dores. Ele foi baleado na cabeça e e uma das mãos. Moradores tentavam conversar com ele para acalmá-lo.
Uma das testemunhas, o passageiro que havia solicitado o carro, identificou a vítima pela foto disponibilizada pelo aplicativo. O homem foi encaminhado ao Hospital Municipal de Contagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *