‘Paredão azul’ Fábio defende três pênaltis e Cruzeiro avança na Copa do Brasil

O dia 15 de agosto de 2018 está imortalizado na história do Cruzeiro. No Mineirão, diante de mais de 40 mil pessoas, o goleiro Fábio defendeu três pênaltis consecutivos e garantiu o Cruzeiro na semifinal da Copa do Brasil ao vencer o Santos. 

Pentacampeão da Copa do Brasil e um dos times com o maior número de títulos na competição (ao lado do Grêmio), o Cruzeiro alcançou um feito inédito em sua história no torneio. Ao eliminar o Santos nessa quarta-feira (15), após perder por 2 a 1 no tempo normal, mas vencer em noite épica do goleiro Fábio nos pênaltis (pegou três cobranças do adversário), no jogo de volta das quartas de final, a Raposa atingiu um feito até então inédito no clube: chegar pela terceira vez seguida à fase semifinal desse mata-mata.

Campeão no ano passado ao vencer o Flamengo na final, o Cruzeiro também havia chegado à semi em 2016, quando parou no Grêmio. E colocar três semifinais seguidas no currículo é algo inédito para o Cruzeiro. Entretanto, outras equipes já atingiram esse feito em outras épocas. O próprio Grêmio foi finalista em três anos consecutivos (93,94 e 95), ganhando apenas em 1994.

Um ano antes o Tricolor Gaúcho perdeu justamente para o time estrelado, que tinha em seu elenco jogadores considerados ídolos do clube, como Roberto Gaúcho, o goleiro Paulo César Borges, Nonato, Cleisson, Célio Lúcio e Ademir.

Outra equipe com três semifinais sequenciais foi o Palmeiras: 1996, quando ficou com o vice-campeonato para o Cruzeiro, em 1997, caiu na semi, e em 1998, quando sagrou-se o grande vencedor em cima da Raposa.

O próprio Vasco também foi semifinalista três vezes nos mesmos anos em que o Grêmio chegou à trinca de finais (1993, 1994 e 1995). A diferença é que o clube carioca não conseguiu chegar a nenhuma final.

O clube da Cruz de Malta ainda foi semifinalista em 2008 e 2009, não chegando nenhuma vez à decisão.

O Fluminense também chegou três vezes em semifinais de forma direta. Em 2005, quando foi vice-campeão ao perder para o Paulista, em 2006 caiu para o Vasco nas semifinais, e em 2007 ficou com o título ao bater o Figueirense.

O Coritiba alcançou duas finais consecutivas, em 2011 e 2012, perdendo ambas, para Vasco e Palmeiras, respectivamente.

Rival do clube Cruzmaltino, o Flamengo foi vice-campeão da Copa do Brasil duas vezes em sequência. Perdeu para o Cruzeiro em 2003, e foi surpreendido para uma das maiores zebras da história da competição, ao perder em 2004 para o modesto Santo André.

Outro clube que teve duas semifinais seguidas de Copa do Brasil foi o Goiás, logo no início da competição. Em 1989 caiu antes da final e em 1990 foi vice-campeão.

Outras sequências de clubes que chegaram duas ou mais vezes em sequência à semifinal

Criciúma (1990 -semifinalista; 1991 – campeão), Flamengo (1995 e 1996, semifinalista), Grêmio (1996 e 1997 – semifinalista), Palmeiras (1997 – semifinalista;  1998 – campeão); Corinthians (2001 – vice-campeão;  2002 – campeão); Vasco (2008 e 2009 – semifinalista); Corinthians (2008 – vice; 2009 – campeão); Grêmio (2012 e 2013 – semifinalista); Flamengo (2013 – campeão; 2014 – semifinalista); Santos (2014 – semifinalista; 2015 – vice); Grêmio (2016 – campeão; 2017 – semifinalista)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *