Coluna Educação com Luzedna Glece – 30.08.2020 – Educação a Distância, Dois lados da mesma moeda!

Educação a Distância, Dois lados da mesma moeda!

Por  Sinara Badaró Leroy

Coordenadora Colégio Avançar -.  Graduada em Pedagogia, Bacharel em Administração, Especialista em Educação Presencial e a Distância e Mestre em Administração. Experiência Profissional na Gestão e Coordenação do Núcleo de Educação a Distância e Processos Educacionais no Sistema FIEMG. 

Quem poderia imaginar que a Educação a Distância (EAD) seria a “válvula de escape” para o ensino no Brasil. Atualmente os estudantes das redes estaduais, municipais, federais e particulares, desde o ensino regular até o doutorado já adotam essa modalidade.  Ela foi devidamente regulamentada pelo Decreto-Lei nº 2.494, de 10 de fevereiro de 1998, do Ministério da Educação, regulamentando o Art. 80 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. E não poderia ser diferente, a educação a distância promove a inclusão social, especialmente em um país em desenvolvimento como o Brasil, onde existem diversas pessoas que não possuem acesso à educação de qualidade por “N” motivos.

Embora a educação a distância tenha a separação física e temporal entre o professor e seus alunos, essa separação não limita o processo de ensino e aprendizagem. O aluno possui uma grande autonomia para estudar e “assistir” as aulas de acordo com seu tempo disponível, por meio da mediação por tecnologias da informação que abre portas para o conhecimento compartilhado sem limites!

Entretanto, estudar a distância não é fácil, diferente da opinião de muitas pessoas, no qual respeito, não basta adquirir uma boa internet, notebooks, tablets e celulares, é preciso ter perfil. O que motiva as pessoas a ingressarem no ensino a distância são algumas características essenciais, tais como: proatividade, flexibilidade, gestão do tempo e a disciplina. O ensino presencial tem suas características, que o tornam singular, como o contato direto com outras pessoas e a possibilidade de explorar várias metodologias a cada nova aula com a presença do professor o que é considerado fundamental.

Diante do exposto, podemos afirmar que o ano de 2020 mudou a nossa história, assim como de todas as nações que se viram diretamente atingidas pelo novo coronavírus causador da COVID -19. E como medida de conter a pandemia muitas escolas presenciais migraram para o ensino a distância. Inicialmente buscaram recursos de videoconferências em salas virtuais para as aulas on-line. Pela necessidade de continuar as aulas e não prejudicar a vida escolar dos estudantes. Os professores ministraram suas aulas remotas sem prévio treinamento pedagógico e tecnológico, como acontece ainda em várias escolas. Os desafios são muitos, os pais e alunos também sofreram grandes consequências, os que tinham acesso à internet, computadores e outros dispositivos móveis, o grande desafio foi gerenciar o tempo dentro de casa e ter a disciplina que a modalidade EAD requer. Outros pais, além de terem o gerenciamento do tempo como desafio, ainda tinham o desafio de conseguir com que seus filhos tivessem acesso às aulas, muitas não possuíam equipamentos ou acesso à internet. Tudo isso atrelado a um contexto de confinamento em casa, longe dos professores, amigos e familiares desencadeando um grau de stress elevado.

Embora estejamos vivendo esse momento desafiador, há, por outro lado, uma gama de possibilidades para contornar a crise.  Quando iniciei na coordenação do Colégio Avançar, com o total apoio da diretora Luzedna e a gestora Priscila adotamos o Google for Education/ Classroom que é uma plataforma de ensino cujo o ambiente é acolhedor e ao mesmo tempo característico de sala de aula. Os professores passaram por um treinamento na metodologia EAD, adequando os materiais a linguagem dialógica e as aulas remotas. Adotamos as metodologias ativas, na qual o aluno é o protagonista, participando ativamente de sua jornada educativa sempre com o apoio dos pais. Temos realizado vários projetos, matemática com games, vídeos interativos produzidos pelos alunos, trabalhos interdisciplinares, super Quiz, simulados, estamos em plena jornada de reuniões pedagógicas com os pais, professores e direção. Vem aí o Sarau on-line e o Projeto AVANÇAR Consciente, uma proposta de volta as aulas presenciais com saúde, segurança e meio ambiente.

Para refletir! A educação presencial não será a mesma após a pandemia.  Vamos continuar adotando a modalidade a distância de forma híbrida? Não posso te dar esta resposta, afinal essa é uma questão de escolha, são Dois lados da mesma moeda!

————————————-

Luzedna Glece de Freitas Delfino – Diretora proprietária do Centro de Excelência Integrado Avançar – CEIAV; graduada em Pedagogia com licenciatura em Orientação, Supervisão, Séries Iniciais e Administração Escolar; pós-graduada em Psicopedagogia Clínica, Licenciatura em Magistério e Graduação em Neurociência; palestrante de temas voltados às áreas de Educação, Motivação, Relacionamentos Interpessoal e Intrapessoal; estudiosa com trabalhos reconhecidos sobre o tema Bullying; experiências profissionais: professora das séries iniciais e do curso de pedagogia, coordenadora, orientadora, diretora de redes particulares de ensino, supervisora, orientadora diretora regional do Sistema FIEMG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *