Prefeitura anuncia investimentos para 2022 de R$1 bilhão em obras em Contagem

Foto Divulgação

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, apresentou o plano de investimentos em obras para 2022, durante reunião no auditório da Prefeitura, com representantes de entidades empresariais do segmento da construção civil e sindicatos. No total, a atual gestão prevê aplicação de cerca de R$ 1 bilhão em projetos, somando os que estão em curso e aqueles que serão efetivados no próximo ano.

Conforme dados apresentados pelo secretário de Obras e Serviços Urbanos de Contagem, Marcos Túlio de Melo, o governo municipal irá destinar R$ 564.874.379,38 em obras, com destaque para o Complexo do Maracanã, que está em fase de publicação de novo edital de licitação, a inclusão do camelódromo no Projeto do Boulevard Portugal, e a bacia de retenção do córrego Ferrugem, sob o viaduto da avenida David Sarnoff, além de demais importantes intervenções de macrodrenagem, contenção, requalificação urbana, entre outras.

Na projeção 2022-2024, a Prefeitura de Contagem vai investir mais de R$ 155 milhões em 90 demandas, com a construção e manutenção de novas escolas (R$ 65 milhões), novos equipamentos de saúde (R$ 28 milhões) e também na área de cultura (R$ 14 milhões), meio ambiente (R$ 24 milhões), esporte (R$ 12 milhões), desenvolvimento social (R$ 2 milhões), defesa social (R$ 2 milhões) e administração pública (R$ 7 milhões). Há também novos contratos na ordem de R$ 432 milhões com ações de zeladoria da cidade, incluindo limpeza urbana, iluminação pública e manutenção.

A prefeita Marília Campos acompanhou a reunião e discorreu sobre os investimentos que estão previstos para a cidade no próximo ano. “Temos um investimento, parte já em curso, parte a ser contratado, de mais de R$ 1 bilhão. Pretendemos, não só continuar as obras, mas, publicar novos editais. Este projeto tem abrangência que vai desde pavimentação asfáltica, até equipamentos de saúde e de educação. Tudo isso, para melhorar a implementação de políticas públicas do município e a infraestrutura, tendo efeito na qualidade de vida do nosso povo e para atrair novos investimentos”, detalhou.

A gestora de Contagem ressaltou também que o planejamento apresentado tem o objetivo de incentivar os representantes do segmento presentes a organizarem empresas que têm reais condições de participarem das licitações e executarem as obras sem atrasos, já que o maior problema enfrentado pela Prefeitura neste momento tem a ver com empreiteiras licitadas que não conseguem dar continuidade aos projetos até o final, o que provoca atrasos nas entregas.

“Queremos a mobilização das entidades para que as melhores empresas disputem com transparência todas as nossas obras, porque, o que a gente quer é entregar essas obras. Temos muitos problemas com empresas que não tem habilidade, qualificação, caixa, para disputar as obras e acabam largando no meio do caminho. A parte da Prefeitura, que são bons projetos e recursos, nós temos. Fizemos um apelo para que as melhores empresas disputem essas licitações com a visão não apenas de melhorar a situação de infraestrutura de Contagem, mas, porque, hoje as obras públicas são fundamentais para recuperação da economia. Então, tem esse papel estratégico de geração de emprego e atração de novos investimentos”, ponderou.

O secretário de Obras, Marcos Túlio de Melo, aponta a meta da atual gestão de entregar as obras programadas até o fim de 2024, por isso, o governo adotará maior rigor com os editais que serão publicados no próximo ano, a fim de selecionar empresas capazes de cumprir os prazos estabelecidos. Ele exalta também a dimensão dos empreendimentos projetados pelo município, que tornará Contagem ainda mais avançada em infraestrutura, mobilidade e qualidade de vida.

“Para uma cidade do porte de Contagem é um plano muito robusto. Nosso pedido é que acordemos alguns procedimentos para concluir os empreendimentos nos prazos estabelecidos nos editais. Não tivemos nenhum problema neste ano para pagamentos. Não temos problemas financeiros, a análise feita pela Secretaria de Fazenda indica que teremos uma gestão tranquila do ponto de vista dos investimentos desses projetos que são prioridade. Pedimos esta parceria com as empresas e entidades para executarmos e concluirmos dentro deste mandato todo este plano de investimento”, disse.

Para o ano que vem, há também o plano de lançar o segundo programa de requalificação de vias, com investimentos de R$ 50 milhões. A previsão é que este novo projeto seja apresentado no segundo semestre de 2022. Além disso, a aplicação de mais de R$ 132 milhões para manutenção dos equipamentos públicos, o que quadruplicará a capacidade da Prefeitura de atender as demandas de conservação e revitalização do patrimônio da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *